14 de Fevereiro, 2024

O Orçamento do Estado como Instrumento da Campanha Eleitoral

by Txeka


Segundo Sakurai e Gremaud, é quase unânime a ideia de que a política e economia andam juntas, as decisões e resultados de uma impactam a outra, havendo desta forma uma relação de causa entre si beirando a linha do indistinguível.
A teoria dos ciclos político-económicos assenta-se no conceito de que as flutuações económicas possam ser explicadas pelo calendário eleitoral.
Esta relação ocorre pois os governantes têm grande poder de decisão sobre as dinâmicas político-económicas do país, e podem manipular os seus instrumentos, cujo um deles é o Orçamento do Estado.
Os Governos democráticos agem racionalmente de forma a maximizar seu desempenho político-eleitoral.
Este fenómeno verifica-se com mais ênfase nos finais de mandato, onde os Governos tendem a utilizar a política orçamental pala realizar investimentos mais pesado em áreas-chave como a educação, saúde, segurança, etc, tudo isso tendo em vista passar a imagem de uma boa gestão pública e fidelizar o eleitorado numa espécie de campanha eleitoral implícita.
Confira.
33 views